Caixa Cultural Curitiba apresenta a mostra inédita “Mulheres no Cinema do Leste Europeu”

 

 


A CAIXA Cultural Curitiba recebe na segunda semana de janeiro a mostra "Mulheres no Cinema do Leste Europeu", uma iniciativa inédita no Brasil, que traz ao público 21 filmes realizados por 13 diretoras de 8 diferentes países da Europa Oriental, além de uma série de palestras e painéis de discussão. O evento será realizado de 09 e 14 de janeiro de 2024 no Teatro da Caixa Cultural, com ingressos a preços populares: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada), que podem ser adquiridos na bilheteria do local. A produção é da Ars Et Vita, com patrocínio da CAIXA e Governo Federal.

 

Durante seis dias, quem passar pela mostra, terá uma oportunidade diferenciada de conhecer e apreciar produções cinematográficas que vão compor um rico mosaico cultural, social, histórico e temático do Leste Europeu, a partir do olhar e da sensibilidade de suas realizadoras.

 

A curadoria priorizou filmes que refletissem sobre a história da Europa do Leste na segunda metade do século XX a partir do olhar feminino e que abordassem temas ligados de maneira intrínseca ao universo feminino. "Esta mostra pretende apresentar ao público brasileiro a diversidade do cinema realizado por mulheres na Europa Oriental, apresentando ao mesmo tempo um olhar feminino plural sobre o mundo exterior e evocando importantes questões pertencentes ao universo interior de cada mulher" afirma a curadora Maria Vragova.

 

A programação inclui 19 longas-metragens de ficção e 2 documentários de países como Polônia, Ucrânia, Rússia, Hungria, Bósnia e Herzegovina, Armênia e Geórgia. Alguns dos filmes foram realizados na URSS e na Tchecoslováquia, países que hoje já não existem mais. A experiência de apreciar esta mostra proporciona ao espectador uma enriquecedora oportunidade de observar na tela as diferenças culturais destas localidades, mas com um ponto em comum: representar a mulher nas sociedades e nas cinematografias dos países da Europa do Leste.

 

Para potencializar ainda mais a experiência cultural, a mostra contará com uma série de palestras e painéis de discussão, com a presença de críticos convidados especialmente para a ocasião. "Desta forma, será promovido um debate que abordará temas relacionados à programação da mostra, a obra das cineastas apresentadas e os paralelos entre o papel da mulher na sociedade e no cinema, além de propor uma reavaliação do feminismo de algumas cineastas da segunda metade do século XX em relação às posições feministas contemporâneas no cinema da Europa Oriental", afirma o curador Luiz Gustavo Carvalho.

 

 

Quase um século de cinema

 

Os títulos selecionados englobam um período abrangente de 9 décadas da cinematografia de diversos países do Leste Europeu. Muitos deles refletem os períodos e quem foram realizados, com notável importância histórica. Um exemplo é "Sapatos Rasgados", de Margarita Bárskaia (URSS, 1933), primeiro filme falado a usar vozes de crianças. Seu enredo relata a vida dos filhos dos trabalhadores alemães nos anos que antecederam a ascensão do fascismo.

 

Realizado em 1948, "A última etapa" foi o primeiro filme rodado dentro de um campo de concentração (Auschwitz), por uma realizadora que passou anos de sua vida naquele local e sobreviveu aos horrores que vivenciou. É baseado nas experiências pessoais da própria cineasta, a polonesa Wanda Jakubowska, em uma das primeiras iniciativas cinematográficas para descrever o holocausto.

 

Há mais longas-metragens na programação que abordam histórias relacionadas a conflitos armados, mostrando a sensibilidade feminina para tratar de temas ásperos. São histórias que podem apresentar uma piloto de caças que passa a ter uma vida pacata como diretora de um colégio, mas alimenta o sonho de voltar a voar (em "Asas", de Larissa Shepitko); uma mãe solteira em Sarajevo que criou a filha com uma história fantasiosa de que seu pai seria um herói de guerra, até que se vê em dúvida sobre contar a verdade diante de uma situação ("Em Segredo", de JasmilaZbanic); ou uma reflexão sobre o ciclo de guerra e paz da humanidade ("Esta Chuva Nunca Vai Parar", de Alina Gorlova), entre outras produções.

 

Temáticas femininas ou o olhar feminino diante de determinados temas dão o tom em boa parte dos filmes. Em especial nos trabalhos selecionados da húngara MártaMészáros, prolífica cineasta em atividade até os dias atuais, com cerca de 70 anos no cinema e quase o mesmo número de obras realizadas. A mostra traz 6 de seus filmes, que abordam histórias de mulheres em busca de realizações pessoais. Entre eles está "Adoção", primeiro filme dirigido por uma mulher a ganhar o Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim. A programação inclui sua trilogia autobiográfica "Diário", que traça a jornada da jovem órfã Juli (alter ego da diretora) durante o conturbado período de pós-guerra na Hungria.

 

A diretora Larissa Shepitko terá 3 filmes na programação, incluindo seu último trabalho "A despedida", em que a diretora faleceu durante sua realização, e que foi finalizado por seu marido, o cineasta ElemKlímov. Maria Saakyan, da Armênia, contará com dois de seus trabalhos, "O farol" e "Essa não sou eu", filmes reflexivos que envolvem o público ao tratar de família, êxodo e emoções geradas por mudanças na vida. Alguns destes temas também estão presentes em "Nossa infância em Tbilissi", da georgiana TeonaMghvdeladzeGrenade, que  apresenta a história de uma família em 1990, que enfrenta mudanças provocadas na república da Geórgia após o fim da URSS.

 

A mostra "Mulheres no Cinema do Leste Europeu" conta ainda com produções dirigidas por Vera Chytilova (Tchecoslováquia), KiraMuratova (Ucrânia), IldikóEnyedi (Hungria), Natália Meshanínova (Rússia) e Hanna Polak (Polônia).

 

 

Serviço:

 

Mostra "Mulheres no Cinema do Leste Europeu"

Local: CAIXA Cultural Curitiba

Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro (Curitiba-PR)

Datas: 09 a 14 de janeiro de 2024

Classificação indicativa: de Livre até 16 anos, de acordo com cada filme

Ingressos:  R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada para mulheres, estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos) à venda na bilheteria do local, de terça a sábado, das 10h às 20h e nos domingos das 10h às 20h.

Capacidade: 125 pessoas

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: CAIXA

Informações: (41) 4501-8722

 

 

 

Programação:

 

09 de janeiro (terça-feira)

 

14:00 - Nove meses (Kilenchónap) Direção: MártaMészáros. 90 min. Classificação: 14 anos.

16:00 - Sapatos rasgados (Rvaniebashmaki) Direção: Margarita Bárskaia. 85 min. Classificação: Livre.

18:00 - Algo melhor por vir (Somethingbetterto come) Direção: Hanna Polak. 98 min. Classificação: Livre.

20:00 -  A despedida (Proschanie) Direção: Larissa Shepitko. 126 min. Classificação: 12 anos.

 

10 de janeiro (quarta-feira)

 

14:00 - A fábrica Esperança (KombinatNadezhda) Direção: Natália Meshanínova. 90 min. Classificação: 14 anos.

16:00 - Adoção (Örökbefogadás) Direção: MártaMészáros. 89 min. Classificação: 14 anos.

18:00 - Duas mulheres (Őkketten) Direção: MártaMészáros. 94 min. Classificação: 14 anos.

20:00 - Esta Chuva Nunca Vai Parar (Tseidochnikoli ne skintitsa) Direção: Alina Gorlova. 102 min. Classificação: 14 anos.

 

11 de janeiro (quinta-feira)

 

14:00 - Ascensão (Voskhozhdenie) Direção: Larissa Shepitko. 111 min. Classificação: 14 anos.

16:00 - Meu século XX (Az én XX. Századom) Direção: IldikóEnyedi. 100 min. Classificação: 16 anos.

18:00 - Palestra "Mulheres pioneiras no cinema do Leste Europeu", com os curadores da mostra, Maria Vragova e Luiz Gustavo Carvalho.

20:00 - Diário para meus filhos (Naplógyermekeimnek) Direção: MártaMészáros. 104 min. Classificação: 12 anos.

 

12 de janeiro (sexta feira)

 

14:00 - Conhecendo o grande e vasto mundo (Poznavaiabielisvet) Direção: KiraMuratova. 78 min. Classificação: 14 anos.

16:00 - Diário para meus amores (Naplószerelmeimnek) Direção: MártaMészáros. 136 min. Classificação: 14 anos.

20:00 - Essa não sou eu (Eto ne ia) Direção: Maria Saakyan. 102 min. Classificação: 12 anos.

 

13 de janeiro (sábado)

 

14:30 - O farol (Mayak) Direção: Maria Saakyan. 98 min. Classificação: 12 anos.

16:30 - Em segredo (Grbavica) Direção: JasmilaZbanic. 90 min. Classificação: 14 anos.

18:30 - Mesa redonda "O Leste Europeu através do olhar feminino", com Camila Macedo, Marina Tenório, Irineu Franco Perpétuo e Maria Vragova

20:00 - A última etapa (Ostatni etapa) Direção: Wanda Jakubowska. 106 min. Classificação: 12 anos.

 

14 de janeiro (domingo)

 

14:00 - Algo diferente (O něčemjiném) Direção: Vera Chytilová. 85 min. Classificação: 12 anos.

16:00 - Nossa infância em Tbilissi (Dzma) Direção: TeonaMghvdeladzeGrenade. 95 min. Classificação: 14 anos.

18:00 - Asas (Krilya) Direção: Larissa Shepitko. 86 min. Classificação: 12 anos.

20:00 - Diário para minha mãe e meu pai (Naplóapámnak, anyámnak) Direção: MártaMészáros. 119 min. Classificação: 14 anos.



Postagens mais visitadas deste blog

D.P.A EM CURITIBA

PROJETO HERBERT DANIEL